skip to Main Content

Mars To Travel

quarentena: semana 3

Hoje completo 25 dias de quarentena.

Esta terceira semana de quarentena foi a mais leve de todas até agora. Não me castiguei muito pelas rotinas ou hábitos que não consegui manter e dei por mim a atingir uma determinada calma no meu dia-a-dia, que me deixou mais equilibrada.

Queria começar a meditar (respiração controlada), todas as manhãs, mas acabei por só fazê-lo nos três últimos dias (vamos ver se consigo esta prática nas próximas semanas).

Fiz algumas alterações cá em casa, organizei coisas que normalmente não tenho tempo para organizar.

Cozinhei algumas coisas engraças esta semana, fiz as minhas caminhadas – uma delas junto ao rio, o que me permitiu a escapar da Bela Vista para variar. Tentei ir a Monsanto, mas as entradas estão vedadas. Domingo, voltei à Bela Vista para o treino de agachamentos de tal bruteza, que hoje ainda estou dorida. 😉

Mantive contacto com os meus, sossegando um pouco o meu coraçãozinho preocupado. Algumas hesitações foram-se resolvendo a elas próprias,outras nem por isso, mas quero viver um dia de cada vez. 

Ganhei uma ‘’sobrinha’’ emprestada, que nasceu cheia de saúde e força: Parabéns aos papás, e sê bem-vinda Carminho. <3

A minha irmã e mãe estão num trabalho que não para, num lar de terceira idade, esta semana todos os utentes do Lar deram negativo para o COVID-19, o que me descansou um pouco. 

Os casamentos que estavam marcados para estes 2020, começam a ser adiados.

Todos os meus planos pessoais para o primeiro semestre também.

Tive trabalho mais do que suficiente para me manter ocupada durante os dias úteis, continuando com uma rotina mais ou menos normal, e aos fins de semana consegui entreter-me, fosse com as tarefas domésticas, leituras (finalmente consegui ler), a cozinhar ou ver TV. 

Acabei de ver a 5ª temporada do How To Get Away With Murder e o This is Us.

Comecei e acabei uma mini-série da Netflix ‘’Unorthodox’’, acerca da comunidade judaica ortodoxa que vive em Williamsburg, super interessante, bem pensada e com uma história muito forte, aconselho. 

Comecei outra, Ozark, já ouvi falar tanto dela que decidi dar-lhe uma oportunidade agora. Entretanto tenciono começar a temporada 11 da Família Moderna, que chega ao final esta semana (depois de 11 anos!!). 

Também vi filmes, dois incríveis: Central Brasil, que passou na RTP2, há uns dias e,; O arrebatador ‘’Milagre na cela 7’’. Que choradeira. Este filme tocou em tantos pontos na minha alma que ficou difícil sequer falar sobre ele. Vejam, e tirem as vossas leituras, deste filme de uma vida. Está disponível na Netflix. 

Em relação às leituras, terminei o livro que estava a ler, e tenho já dois comigo. Só não sei qual vai ser o felizardo para os próximos dias. 

Esta é a minha normalidade, entre quatro paredes. 

Continuo preocupada com tudo isto, com quem está na linha da frente, com o pouco que posso fazer para contribuir, mas parece-me que assim estamos todos. 

Os meus pensamentos estão com todos os que saem de casa todos os dias para nos proteger, cuidar ou curar. 

Penso também muito, nos que já sofrem directa ou indirectamente com os efeitos económicos de tudo isto, nas famílias que já passavam dificuldades, e a quem esta situação lhe tirou o chão; nas crianças e adolescentes que, com as escolas fechadas, se vêm ao abandono e em carência dos recursos que lhes deviam ser garantidos; vítimas de violência doméstica que passam a conviver 24h com os agressores; velhos que vivem a sua vida em solidão, sem ninguém que lhes dê assistência…

Enquanto comunidade, devemos estar todos atentos a eventuais situações de risco que vivam por perto – sempre-, mas, agora, estando confinados em casa fica mais difícil identificar essas situações ou ajudar. 

~~~~

Como não poderia deixar fiz uma playlist nova para esta semana, um pouco psicodélica e dançante: talvez reflita uma das primeiras coisas que vou fazer quando sair deste estado de quarentena. 

Mas reflecte o modo ON, com que estive esta semana. 

Se alguém que esteja a ler este diário semanal, precisar ou conheça alguém que precise de alguma coisa, seja o que for: Diga.

Fiquem a salvo!

Até para a semana, 

Mars.

Post Relacionados

Ilha do Sal, Cabo Verde

Visitamos 3 ilhas de Cabo Verde, durante duas semanas em Novembro de 2019. Passamos pela Ilha de Santiago, Boa Vista e a última paragem foi a Ilha do Sal. A ilha dos turistas.

Lê mais...

Marrocos, em 9 dias

Marrocos é bastante perto tendo em em conta a antagónica cultura que tem em face da nossa.
Este era um dos meus destinos de sonho, com o qual sonhei durante anos, mesmo antes de sequer ter andado de avião.

Lê mais...
You cannot copy content of this page